top of page
Buscar

Ciclo "Chang Dai-chien: arte, água e o Jardim das 8 Virtudes" no CPF SESC

Atualizado: 8 de jan.

Evento acontece entre 10 e 13 de janeiro e inclui uma visita guiada ao Jardim das 8 Virtudes, em Taiaçupeba/Mogi das Cruzes.



Chang Dai-chien (1899-1983) foi um dos mais célebres pintores da China moderna, tendo vivido no Brasil por quase 20 anos, entre as décadas de 1950 e 1970. A importância de sua obra, celebrada no mundo, contrasta, no entanto, com sua invisibilidade no país. Nascido em Neijiang, na China, em 1899, a partir de 1949 viveu em Hong Kong, na Índia e Argentina antes de instalar residência num sítio em Taiaçupeba, na zona rural de Mogi das Cruzes-SP, onde pintou grandes obras e construiu o Jardim das Oito Virtudes. Em 1970, com o anúncio do projeto da barragem do rio Jundiaí, que inundaria o seu sítio, Dai-chien mudou-se para Pebble Beach, na Califórnia, e depois para Taipei, onde faleceria.  Em 2023, o filme "Da Cor e da Tinta", da cineasta sino-americana Weimin Zhang, sobre a jornada criativa, política e espiritual de Chang Dai-chien, estreou na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, vencendo o Prêmio de Melhor Documentário Estrangeiro (júri popular). No mesmo mês, o artista Fabiano Spike criou e instalou uma escultura em homenagem ao pintor, com 4 metros de altura, nas ruínas do Jardim das Oito Virtudes, em Taiaçupeba.  O curso reúne artistas e especialistas em Chang Dai-chien para dialogar sobre sua vida e obra, a importância de sua passagem pelo Brasil e as dimensões culturais e econômicas dos impactos ambientais. O programa inclui uma visita guiada às ruínas do Jardim das Oito Virtudes, em Taiaçupeba.  Mediação e Curadoria: Victor Kinjo (Universidade de São Paulo/ Água Viva Cultura e Sustentabilidade)


Ingressos e mais informações no site do CPF SESC.



14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page